Se as pessoas soubessem o que aconteceu na final do primeiro split do CBLoL 2016, ficariam enojadas.

O ESCÂNDALO QUE TODO MUNDO SUSPEITAVA! Talvez, isso explique a razão do jogador Kami ter declarado a seguinte frase: "Se as pessoas soubessem o que aconteceu final do primeiro split do CBLoL 2016, ficariam enojadas". Todos os torcedores da keyd ficaram chocados e tristes por terem sido derrotados na final do cblol, não deveriam. O que está exposto abaixo é a notícia em primeira mão que está sendo investigada sites e paginas de todo o Brasil e alguns estrangeiros, mais especificamente MyCNB e o LOLNews e deve sair na mídia em breve, assim que as provas forem colhidas e confirmarem os fatos. Fato comprovado: A keyd VENDEU a final do cblol para a Riot. Os jogadores foram avisados, às 13:00 do dia 15 de Janeiro (um dia antes do inicio do cblol), em uma reunião envolvendo o Sr. massVDA, o Técnico Jukaah e o Presidente da Riot BR, PolishWarrior. Os jogadores permaneceram em isolamento, na gaming house. A princípio muito contrariados, os jogadores se recusaram a trocar a final do CBLoL por imunidade a punições até 2021. A aceitação veio através do pagamento total dos prêmios do campeonato, mais um bônus de R$4.000,00 para todos os jogadores e integrantes da comissão, através da Riot. Além disso, os jogadores que aceitarem o contrato com a empresa Riot nos próximos 4 anos, terão as mesmas bases de prêmios que os jogadores de elite da empresa, como brTT e Yoda. Mesmo assim, Takeshi se recusou a entregar mais um campeonato, o que obrigou o técnico Jukaah a escalar o jogador Robô para a top lane e Turtle para a Jungle, dizendo que o Brasil não tinha jogadores de melhor nível para fazer parte da equipe (Os dois jogadores foram escalados somente com o intuito de entregar os jogos). A sua situação só foi resolvida após o representante da Riot ameaçar tratar a keyd da mesma maneira que tratou a paiN (time que se recusou a se vender para a Riot) aplicando a eles inúmeras punições. Assim, combinou-se que a Keyd seria derrotada de 3-2 (Três a dois), porém a apatia que se abateu sobre os jogadores fez com que a INTZ, que absolutamente não participou desta negociação, acabasse com a série antes da hora, em uma vitória de 3-0 (três a zero). O Sr. PolishWarrior, presidente da Riot BR, cidadão Brasileiro, aplaudiu a colaboração da equipe da Keyd, uma vez que a vitória da INTZ respeito e seriedade ao cenário brasileiro de League of Legends. E garantiu que a Keyd teria seu caminho facilitado para o aliciamento de Revolta ou outro jungler para o segundo split de 2016. Por gentileza passem esta mensagem para o maior número possível de pessoas, para que todos possam conhecer a sujeira que ronda cenário brasileiro competitivo de League of legends.
Compartilhar
Reportar como:
Ofensivo Spam Mau comportamento Fórum incorreto
Cancelar